quarta-feira, 12 de março de 2014

Processo contra ator negro preso indevidamente é arquivado no Rio de Janeiro

Processo contra ator negro preso indevidamente é arquivado no Rio de Janeiro
Foto: Reprodução/ TV Globo
A Justiça do Rio de Janeiro arquivou, nesta terça-feira (11), o processo contra o ator Vinícius Romão de Souza, que  ficou preso por 16 dias depois de ter sido erroneamente identificado como assaltante. Depois de a vítima ter reconhecido o equívoco, a 33ª Vara Criminal do Rio de Janeiro atendeu ao Ministério Público Estadual que pedia o arquivamento do caso. "A vítima retratou-se quanto ao reconhecimento procedido, aduzindo que teve dúvidas acerca da autoria do delito e admitindo a possibilidade de ter se equivocado”, diz trecho da decisão do Tribunal de Justiça, divulgada em nota. Com base nesse novo elemento, a sentença alega que não haveria causa para o exercício da ação penal. Também ficou determinado na decisão que a 25ª Delegacia de Polícia Civil, que fez o registro do assalto e tomou o depoimento da vítima, continue as investigações para esclarecer a autoria do crime. Por causa da prisão indevida de Vinícius Romão, a Corregedoria da Polícia Civil também abriu procedimento para investigar a conduta de agentes na prisão do ator. As informações  são da Agência Brasil.

Um comentário:

  1. O mi'nimo que poderiam fazer, pai's de merda.

    GUEU-20

    ResponderExcluir

MAIS VISTAS DA SEMANA

Postagens populares